Pesquisar neste blogue

segunda-feira, abril 25, 2005

Grândola Vila Morena

Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade

Grândola a tua vontade
Jurei ter por companheira
À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade.

Zeca Afonso

4 comentários:

frosado disse...

Sabes ESTRELINHA, considero que ter vivido 25 de Abril, é um dos privilégios da minha vida!

vermelhoFaial disse...

A quem o dizes. Safei-me da guerra, conheci a liberdade, a democracia e algum desenvolvimento. Por isso digo mais Abril e 25 de Abril sempre.

Anónimo disse...

Viva o bemfica, não é o k o zeca está a dizer?

Anónimo disse...

viva o bemfica, não é o k o zeca está a dizer?