Pesquisar neste blogue

sexta-feira, junho 02, 2006

O lado positivo da coisa

Numa tentativa de ultrapassar as conotações negativas da palavra “excedentários,” Teixeira dos Santos propôs que os funcionários considerados a mais ou dos organismos públicos recentemente extintos passem a chamar-se “necessários de segunda escolha.” Esta proposta surge na sequência de indicações vindas do primeiro-ministro José Sócrates que terá instruído os membros do seu governo para usarem apenas palavras positivas ao descrever situações negativas, estratégia a que muitos já chamam “valorização eufemística.” Assim, Portugal deixa de ser um país atrasado para passar a ser “inversamente evoluído,” Angola deixa de ser uma ditadura e transforma-se num “alvo apetecível para estabelecimento de parcerias estratégicas” e o desemprego passa a chamar-se “lazer a tempo inteiro.”

2 comentários:

Periquito disse...

Bom fim de semana e boas SOPAS!
Porque quanto ao governo, só mesmo enrabando-os!

Anónimo disse...

O lado positivo?
Só mesmo se for o lado de trás.
Pela frente temos um triste futuro.